© Miguel Jantareta - Todos os direitos reservados - 2018

Category : Sociedade

“Um mundo a gasóleo…”

Numa altura em que tanto se fala da prospecção de petróleo na Costa Alentejana, aqui eu sou ambientalista e estou contra. Portugal não nasceu para ser rico, mas sim para gerar qualidade de vida aos seus habitantes, o que acho que se irá perder. Gosto demasiado da nossa costa, para começar a ver plataformas e poluição excessiva.

Mas o que quero mesmo destacar neste texto, é o crescimento exponencial de carros a gasóleo no nosso país. Lembro-me quando era criança, que apenas as carrinhas dos agricultores e os táxis utilizavam esse tipo de combustível.

Hoje em dia tudo mudou…

Mesmo com preços mais altos e em que os fabricantes foram recentemente obrigados a colocar filtros de partículas e válvulas EGR, para diminuir as emissões de CO2, as pessoas teimam em comprar veículos a gasóleo, mesmo sabendo que os custos de manutenção são mais elevados e que os problemas habitualmente começam a aparecer, principalmente para quem faz muitos quilómetros em cidade.

Neste momento, torna-se um hábito ter que ir “passear o menino” para não interromper as constantes regenerações, caso contrário, podem surgir danos e despesas avultadas.

No meu ponto de vista, o futuro são os veículos eléctricos, se bem que a autonomia das baterias tem que ser melhorada. Para já e até que essa situação funcione a 100%, nada como voltar ao antigamente e optar por carros a gasolina, pois o nível de poluição é muito menor e as possíveis dores de cabeça são minimizadas.

Vamos ver até quando…pois em breve, mesmo com emissões de CO2 mais reduzidas, irá existir uma lei que obrigará os fabricantes a colocarem também em carros a gasolina, esses tais filtros e válvulas.

Tudo um negócio!

O que é certo, é que em alguns países, os veículos a diesel já estão proibidos de circular.

Vamos esperar para ver a evolução deste tema.